Casa da Mulher Paulistana forma mais 147 novas profissionais

Na manhã de 19 de março, a Casa da Mulher Paulistana (CMP) realizou cerimônia de formatura de 147 alunas de cinco dos seus treze cursos que proporcionam capacitação, geração de renda e recuperação da autoestima para mulheres em situação de vulnerabilidade e vítimas de violência doméstica.

O evento aconteceu no auditório do CEU (Centro Educacional Unificado) Vila Rubi, no bairro de mesmo nome, na região da Capela do Socorro. Na ocasião também foi comemorado o Mês da Mulher e o lançamento do projeto “Espaço Acolher”, um espaço dentro da CMP destinado à mulheres que já se formaram, mas que ainda não possuem equipamentos e material para se iniciarem na nova profissão.

Atualmente, a Casa da Mulher Paulistana funciona no Jardim São Bernardo, na Capela do Socorro, extremo Sul paulistano, onde atende mais de 1,5 mil mulheres por mês, oferecendo acolhimento e apoio para aquelas em situação de vulnerabilidade e vítimas de violência. No local, além do acolhimento, também são oferecidos cursos com o objetivo de promover a independência financeira dessas mulheres.

Com sete anos de existência, a CMP é uma Organização da Sociedade Civil sem Fins Lucrativos que sobrevive com parcerias, doações e recursos próprios. Seu atual endereço é rua João Amós Comenius, 1217, bairro Jardim São Bernardo.

Estiveram presentes na cerimônia de formatura o vereador Marcelo Messias, o ex-parlamentar Antonio Goulart e sua esposa, Márcia Goulart, a gestora do CEU Vila Rubi, Patrícia Pinheiro, representantes da área de Assistência Social do município e da Guarda Civil Metropolitana (GCM), além de um bom número de familiares das alunas.

Em seu discurso de abertura, a presidente Lúcia Brugnera, da CMP, destacou o apoio dos vereadores Rodrigo Goulart e Marcelo Messias na implantação e nas ações da Casa. “Agora, estamos pleiteando um espaço maior, já que o atual está pequeno e já não comporta novos cursos e mais equipamentos. Acredito que poderemos contar com o auxílio dos vereadores e do prefeito Ricardo Nunes para obtenção desse novo espaço”, afirmou a presidente.

Em seguida, subiram ao palco para receber seus certificados as formandas do curso de Designer de Sobrancelha e do curso de Depilação, seguidas pelas formandas em Tranças, Costura Básica e Costura Avançada, numa mistura de alegria, satisfação, agradecimentos, abraços e gritos de incentivo da plateia.

O post Casa da Mulher Paulistana forma mais 147 novas profissionais apareceu primeiro em Notícias da Região.

[[{“value”:”Na manhã de 19 de março, a Casa da Mulher Paulistana (CMP) realizou cerimônia de formatura de 147 alunas de cinco dos seus treze cursos que proporcionam capacitação, geração de renda e recuperação da autoestima para mulheres em situação de vulnerabilidade e vítimas de violência doméstica. O evento aconteceu no auditório do CEU (Centro Educacional
O post Casa da Mulher Paulistana forma mais 147 novas profissionais apareceu primeiro em Notícias da Região.”}]]