Doria vence prévias do PSDB e é oficialmente pré-candidato à Presidência

João Doria foi escolhido neste sábado (27) o pré-candidato do PSDB ao cargo de presidente da República. O governador de São Paulo derrotou Eduardo Leite e Arthur Virgílio Neto. Agora ele iniciará a pré-campanha e decidirá apenas no ano que vem se entrar mesmo na corrida eleitoral.

As prévias tucanas foram cheias de confusão e alfinetadas. Inicialmente, tudo dava a sensação que Doria seria candidato único. Porém, Leite se movimentou nos bastidores e viabilizou sua candidatura. Arthur Virgílio também resolveu entrar no jogo, mas nunca teve chance de vitória.

O governador paulista começou a campanha como favorito, mas perdeu força na metade do caminho. O governador gaúcho ganhou apoio de Aécio Neves, em Minas Gerais, e Geraldo Alckmin, em São Paulo. Eduardo acabou equilibrando e até foi tratado como o novo favorito.

Só que a PEC dos Precatórios manchou a imagem de Leite, além da sua aliança com Neves. Desta forma, o empresário paulista recuperou apoiadores de SP e voltou para a dianteira, segundo pesquisas internas.

Leia mais:

1 – Instituto identifica primeiros casos de Influenza A em SP desde 2020

2 – Sem decolar na pesquisa, Ciro Gomes não joga a toalha

3 – CPI da Prevent Senior: Servidores relatam falta de infraestrutura e prédios irregulares em hospitais

Doria e as eleições de 2022

A pré-candidatura de Doria não é garantia que ele estará nas eleições de 2022 como cabeça de chapa. Há um acordo entre ele e Sergio Moro. Quem estiver atrás nas pesquisas, abrirá mão da candidatura. Pelo menos esse é o combinado.

Atualmente, o governador de São Paulo tem apenas 5% das intenções de votos. Quem lidera é Lula com cerca de 40%. Há chance real do petista vencer a disputa eleitoral no primeiro turno. E a chance do PSDB chegar ao segundo turno – caso tenha – são mínimas.